THE X FACTOR: UM FIASCO DIVERTIDO PARA O FIM DA NOITE

Por Juan Gouveia

A estreia do reality musical no último dia 29/08 soma uma audiência morna e várias polêmicas. A proposta do programa é descobrir uma nova estrela do cenário musical brasileiro, para isso os candidatos devem demostrar o seu “fator x” – seu diferencial. Com apresentação de Fernanda Paes Leme, ex-Globo, o The X Factor Brasil têm a difícil missão de manter o alto nível dos programas do mesmo segmento musical no Brasil.

Os jurados Rick Bonadio, Di Ferreiro, Aline Rosa e Paulo Miklos são os responsáveis de encontrar e moldar o novo popstar do Brasil. O programa é uma versão brasileira do The X Factor, criado pelo empresário da música, Simon Cowell. Na primeira fase, a atual, os candidatos passam pela audição classificatória. Essa é uma ótima oportunidade de se divertir a frente da TV com momentos de vergonha alheia, emoção e raiva.

Um dos pontos negativos do programa foi durante a gravação da fase de audições que aconteceu em julho na Arena Corinthians, São Paulo. Mais de 30 mil candidatos estavam presentes no local. Muitos relataram que não havia banheiros químicos suficientes e a desorganização era grande. “40.000 pessoas que dependiam de 6 imundos banheiros químicos! Minha audição aconteceu as 22h00. Quase 20 horas de pé! Era impossível sentar no chão escaldante.”, conta um participante em sua rede social. Após o ocorrido a diretora do programa foi demitida, sendo substituído por Guilherme Pendino, diretor de entretenimento da Band.

x-factror-1
Foto: Band / Divulgação

Na estreia outros problemas ficaram evidentes. Os telespectadores ficaram decepcionados com o baixo nível dos candidatos e aprovação dos mesmos. “Obrigado por acabarem com a imagem do X Factor! Tá ruim, tá sem graça, tá forçado. Não tá dando pra acreditar que vocês passam certos candidatos e não passam outros.”, comenta um telespectador no facebook do programa. Outro ponto bastante discutido nas redes sociais é a escolha dos jurados. “Graças a Deus meus ouvidos não são iguais aos desses jurados. Nunca vi uma bancada tão ruim e sem critério para avaliar em um X Factor.”, pontua a telespectadora, também, no facebook. Além dos problemas técnicos de luz no palco e de áudio que não soa limpo.

A Band terá que demostrar que o reality tem capacidade para manter várias temporadas, como em outros países. E surpreender no decorrer das fases, para fisgar o telespectador exigente. Na audiência o programa tem dificuldades para atingir o terceiro lugar do ibope em São Paulo. Na estreia marcou 3,3 pontos de média na Grande São Paulo. Já no Recife, o programa atingiu índices pífios de 0,8 pontos de média. Porém, nas redes sociais o programa apresenta repercussão surpreendente. Sempre nos trends topics do Brasil, tem uma das melhores audiências no twitter.

#SINTONIZE
O The X Factor Brasil é exibido as segundas e quartas sempre às 22h30 na Band. Na TNT, canal de TV fechada, tem reprises nas terças e quintas às 20h30.

Foto de capa: Band / Divulgação

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s