CHUVAS: AS CONSEQUÊNCIAS NATURAIS QUE DESAGUAM EM CONSEQUÊNCIAS DESNATURAIS

Por Anna Tenório e Rebecka Santos

As chuvas não representam nenhum tipo de problema, nem para a Cidade nem para a população. O que denota em um inconveniente são as consequências trazidas pelo acúmulo dessas águas em um lugar que não possui estrutura para tal. Uma vez que, de maneira geral, temos um sistema de saneamento básico deteriorado, e o que se investe em soluções para estes problemas é pouco, considerando as proporções que este transtorno causa quando chove.  

Quando sabemos com determinada antecedência sobre alguma coisa, inegavelmente dispomos de um período de tempo mais espaçado para nos prepararmos para reagir. Isso acontece em qualquer campo da nossa vida. Do nosso lado subjetivo ao mais racional. Ao falar de objetividade, podemos discorrer sobre assuntos que envolvem nosso comportamento enquanto ser social.

O clima da cidade do Recife, geralmente, oscila ao longo do ano entre calor muito intenso e chuvas torrenciais. Todavia, ainda que sabendo de todos os transtornos causados pelos alagamentos na cidade, e considerando que o que se faz é notoriamente insuficiente, todos os anos a população fica completamente refém de um fenômeno climático tão corriqueiro no município quanto é para determinados lugares a neve.  Embora tenhamos certo espaço entre as grandes chuvas, no verão, por exemplo, quase não se aproveita para resolver demandas de problemas do acúmulo de água. Mas quando chega o inverno, todos os anos os mesmos problemas são enfrentados novamente.

Desde 1975 a população recifense sente as consequências das chuvas na capital, a enchente devastadora deste mesmo ano é um exemplo. Na semana passada os moradores enfrentaram uma chuva constante e volumosa durante quase 24h seguidas. A capital pernambucana registrou um acúmulo de 187 milímetros (mm), o que equivale a 17 dias de chuva para o mês de maio.  Contudo, há um tempo a população não presenciava um volume de precipitações tão intenso, e sendo assim, como estamos cansados de reviver todos os anos, junto com a chuva diversos transtornos surgem nas ruas da cidade.  Os alagamentos em toda Região Metropolitana é o principal ponto de incômodo e, também, o principal fator que impede a população de se locomover pela cidade.

Este é um problema recorrente no Recife e Região Metropolitana. Além da “Veneza Brasileira” está no mesmo nível do mar, o que facilita a elevação das águas dos rios que cercam a cidade; o governo federal, as prefeituras e a população também têm sua parcela de culpa neste cenário. É comum os moradores confundirem as suas responsabilidades e as das prefeituras no serviço de saneamento básico. A atividade, pouco discutida no âmbito social, é dividida em quatro partes: o tratamento da água e esgoto, a limpeza urbana e a drenagem urbana. Por isso, as prefeituras precisam coletar o lixo de modo eficaz, o governo federal financiar os aterros sanitários e a população descartar o lixo de forma correta.

O recifense, graças a sua própria cultura, cultiva o comportamento de jogar o lixo na rua, o que, claramente, é uma das principais causas do entupimento das tubulações, poluição dos esgotos, rios, canais… E, muitas vezes, não percebem a contrariedade existente nesse fato, visto que o único prejudicado com esse comportamento é a própria população, pois além de favorecer os alagamentos, causa a proliferação de animais peçonhentos que junto com eles trazem doenças. Portanto, não adianta reclamarmos sem antes fazermos nossa parte como cidadãos que precisam cumprir deveres e usufruir de direitos.

Dessa forma, apesar de iniciativas como a “Operação Inverno”, adotadas por algumas prefeituras do País e fundamentais para ter um ponto de partida, os cidadãos, como já dito, são atores importantes nesse cenário. Por isso, é a partir deles que deve haver a conscientização sobre a questão do lixo na cidade a qual vivemos, para, só assim, juntos, erradicar essa problemática e se empenhar em tornar a cidade um lugar melhor para viver.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s